Palestra na Aciu lembra a história da Varig

Na quinta-feira (1º/06) foi realizado mais um tradicional Happy Hour da Associação Comercial e Industrial de Uruguaiana (Aciu). Na ocasião o tema debatido foi a Varig, a gigante brasileira que conquistou o mundo e, após uma história longa e de sucesso, foi levada a falência.

Infraero e Aeronaútica estiveram presentes no encontro, ao lado de empresas ligadas ao turismo e logística. Na oportunidade, o presidente da Aciu, Luis Oscar Kessler, lembrou a trajetória da Varig, que estaria completando 90 anos este ano. Desta maneira, abriu um debate sobre a empresa do ramo de aviação civil que foi a maior do Brasil, conhecida internacionalmente pelo alto nível de serviço de bordo, com aeronaves confortáveis e tecnologicamente avançadas para a época.

Para Kessler, a falência da Varig foi “uma perda irreparável para o Brasil”. Disse ele: “É bom olhar para o desenvolvimento, mas também é bom olhar para trás e procurar entender como uma empresa tão grande se desmanchou”.

Breve história da Varig

A Viação Aérea Rio-Grandense, mais conhecida por Varig, foi fundada em 27 de maio de 1927, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, pelo imigrante alemão Otto Ernst Meyer, em conjunto com diversas personalidades da época, fechando em 20 de julho de 2006. Em toda a sua história operou cerca de 354 aeronaves.

Entre as décadas de 1950 e 1970, a Varig foi uma das maiores e mais conhecidas companhias aéreas privadas do mundo, sendo comparada diversas vezes com a Pan American World Airways, maior companhia aérea do mundo na época. A empresa era conhecida por seu serviço de bordo em todas as três classes. Nessa época, a Varig operava rotas internacionais para América, Europa, África e Ásia, utilizando inicialmente os Lockheed Constellation e Douglas DC-6, posteriormente os Boeing 707 e Sud Aviation Caravelle e finalmente com os Douglas DC-10 e Boeing 747.

Em 20 de julho de 2006, após ter entrado com processo de recuperação judicial, teve sua parte estrutural e financeiramente boa vendida para a Varig Logística através da constituição da razão social VRG Linhas Aéreas, a qual, em 9 de abril de 2007, foi cedida para a Gol Linhas Aéreas Inteligentes. Devido ao fato de não poder operar voos com a própria marca, a Fundação Ruben Berta, administradora da companhia, criou a marca Flex Linhas Aéreas, que chegou a operar voos regulares comissionados pela Gol, mas teve sua falência decretada no mesmo dia do decreto da falência da Varig.

Presidente da Aciu, Luis Oscar Kessler falou sobre a Varig.
No encontro foram lembrados os melhores momentos da história da Varig.
Convidados atentos ao tema do encontro.
Luiz Alberto Fernandes Gomes, da Infraero, e Luis Oscar Kessler.
O tema abriu debate sobre a atual aviação civil no Brasil.
Infraero, Aciu e Aeronáutica no debate sobre aviação civil.
Aeronáutica presente no evento, enriqueceu o debate com o tema “Varig”.

Fonte de pesquisa: Wikipédia / Varig Airlines-Aeronaves

Fotos: Giovana Petrocele – Comunicação / Aciu

Categorias: ACIU

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.