Uruguaiana é destaque regional no setor do comércio

Uruguaiana, situada na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, faz fronteira com a cidade Paso de los Libres, na Argentina. Localizada em ponto estratégico, é o principal portal de entrada do Mercosul. Em épocas de veraneio, de dezembro a fevereiro, recebe muitos turistas argentinos, que movimentam o comércio da cidade, destacado na região. Apesar da crise financeira que atinge o Brasil, o comércio uruguaianense continua em expansão, com grandes redes de lojas se instalando na cidade, gerando empregos e alavancando a economia local. Para falar sobre o assunto e a diversidade do comércio da cidade, conversamos com o diretor da Agência de Desenvolvimento de Uruguaiana (ADU), Fernando Menezes.

Para Menezes “a cidade tem grande importância estratégica comercial internacional, tendo em vista que está localizada equidistante de Porto Alegre, Montevidéu, Buenos Aires e Assunção;  e, diante da sua importância na produção agropecuária nacional, ostenta liderança na produção de arroz”.

Comércio diversificado

O município de Uruguaiana apresenta uma matriz produtiva, baseada nos seguintes pilares: comércio, agricultura e pecuária, comércio exterior e serviços. Para Menezes, “todos esses segmentos são importantes, tanto na constituição do PIB municipal quanto na geração de empregos.”  Entretanto, afirma que o comércio de Uruguaiana é bastante diversificado, principalmente, com a abertura de novas casas comerciais, ao lado de lojas tradicionais, de grandes redes do Brasil. Ele atribui esse fato ao “forte consumo, tanto da população local quanto a dos irmãos argentinos e uruguaios, que nesta época do ano chegam em número crescente, movimentando a economia local como um todo, nos combustíveis, hotéis, restaurantes e bares, etc…”

Menezes diz que não é possível citar o nome de todos os estabelecimentos comerciais de Uruguaiana, mas afirma que as grandes redes que aqui se instalaram há pouco, como as lojas Americanas e Renner, são um termômetro para nosso comércio, evidenciando que o mesmo está em expansão. Diz que também é oportuno lembrar o significativo aumento de conhecidas redes de farmácias e comércio de máquinas agrícolas, peças e implementos, segmento voltado para a agricultura.

O diretor da ADU, assegura que “não podemos esquecer o comércio informal, instalado na rua Duque de Caxias e o crescente aumento de boutiques que agora também ocupam os bairros da cidade.”

Além de lojas de diferentes segmentos, ele cita os vários bares que abrem suas portas em diversos pontos da cidade, valorizando os momentos de lazer dos cidadãos, tornando-se uma opção agradável para os fins de tarde e a noite dos uruguaianenses e turistas. “Este é o diferencial de Uruguaiana, principal cidade da Fronteira Oeste do RS, que também conta com um superporto para exportações e importações e uma lavoura orizícola conhecida como a maior lavoura irrigada de arroz do Brasil, além de uma pecuária valorizada pela sua alta genética”, assegura.

Menezes afirma que “devemos estar preparados para bem receber os consumidores locais e visitantes de forma que estes sintam-se cativados por nosso comércio e nossa cidade, promovendo um ciclo virtuoso de crescimento

Fotos: Comunicação Aciu / Site Três Pátrias

Categorias: ACIU

1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.